Dica de Saúde - Alimentação e Imunidade


22/05/2020 15:59

Você sabia que uma dieta balanceada pode ajudar todo o seu organismo a se manter preparado contra invasores? Com isso, o cenário atual demanda um cuidado redobrado não só com a higiene, mas também com a alimentação. Uma vez que estar com as condições nutricionais em dia, por meio do consumo adequado de alimentos saudáveis e água potável, contribui para o fortalecimento do sistema imunológico, para a manutenção e a recuperação da saúde.

 

Cuidando da alimentação

 

De acordo com a nutricionista Linda Susan alguns alimentos podem nos ajudar a regular a imunidade, como as frutas e verduras. “O ideal é sempre buscar alimentos com um alto teor de vitaminas, sais minerais, fitoquímicos e prebióticos. Em contrapartida, alguns outros alimentos prejudicam o imunidade, como os que têm alto teor de gorduras TRANS, aditivos químicos, alto teor de carboidratos simples (ultraprocessados), assados em excesso e alimentos com alto teor de sódio. A dica fundamental para esse período é ‘descascar mais e desembalar menos’, que significa, comer mais produtos ‘IN Natura’ e menos alimentos industrializados”.

 

Montagem do prato

 

Linda Susan conta como deve ser montada as refeições principais. “As três principais refeições: café da manhã, almoço e jantar devem seguir a seguinte orientação : 50% do prato de frutas e verduras (saladas) e os outros 50% dividido em duas porções de carboidratos e uma de proteína”, afirma.

 

Imunidade e Alimentação

 

Segundo explica as nutricionistas Andrea Paiva e Dayanna Queiróz no ebook “O guia Alimentação e Imunidade – como melhorar sua imunidade através da alimentação”,  o sistema imunológico é algo complexo e não está associado a ingestão de um único nutriente. “Estudos demonstram que vários componentes alimentares podem afetar a resposta imune. Porém devemos lembrar que o sistema imune não é constante e sim sujeito a várias alterações ao longo da vida da pessoa, que são induzidas por inúmeros fatores ambientais”, afirmam.

Veja onde encontrar as vitaminas e nutrientes necessários para uma alimentação saudável:

• VITAMINA A: Desempenha várias funções, sendo importante para a visão, defesa antioxidante e função imunológica. Pode ser encontradas no fígado, gema de ovo e no leite. Além disso, alimentos ricos em b-carotenos também são precursores de vitamina A. É encontrado em vegetais e frutas de cor amarelo alaranjada e em vegetais folhosos de cor verde-escura. Consuma mamão, manga, acerola, laranja, jerimum, couve folha.

• COMPLEXO B (B2, B3, B6): As vitaminas do complexo B possuem funções no corpo humano especificas, mas a maioria delas, principalmente a B2, B3 e B6 desempenham também papel importante na função imunológica. Consuma grãos integrais, leguminosas (feijão, grão de bico), vegetais folhosos verdes (como a couve, brócolis, repolho e agrião), ovos e ervilhas, aves, peixe e fígado.

VITAMINA C: A vitamina C, ácido ascórbico, é fundamental para a imunidade e participa ainda de inúmeras ações fisiológicas e antioxidante, também é fundamental para imunidade e protege contra infecções como o coronavírus. Consumir diariamente alimentos que a contêm, a exemplo da laranja, limão, acerola, goiaba, caju, kiwi, morango, melancia, salsinha e pimentão vermelho.

• VITAMINA D: A vitamina D é essencial em funções relacionadas ao metabolismo ósseo. A vitamina D não é apenas um nutriente, mas também um hormônio, que pode ser sintetizado em nosso corpo com a ajuda da luz solar. Pode ser obtida em menor proporção a partir das seguintes fontes de alimentos: peixes gordurosos (salmão, atum, cavala). Por isso, sempre que possível tenha exposição solar diária, consumo de alimentos fontes e, quando necessário e indicado, suplementação de vitamina D.

• ZINC0: As células do sistema imune contêm um grande número de enzimas que precisam de zinco para funcionar e a deficiência de zinco afete profundamente a função imune e aumenta a suscetibilidade a doenças infecciosas. As principais fontes dietéticas de zinco são a carne, os laticínios, frutos do mar e cereais.

 • SELÊNIO: Tem ação antioxidante, participa da conversão de T4 em T3, tem ação de detoxificação de metais pesados e xenobióticos, aumento da resistência do sistema imunológico, ajuda a manter níveis adequados de anticorpos. Consuma alimentos como castanha do pará, ovos, sementes de girassol, fígado, peixes diversos, peito de frango, salmão, alho, repolho, entre outros.

 

Fonte: Ebook “O guia Alimentação e Imunidade - como melhorar sua imunidade através da alimentação” de Andrea Paiva e Dayanna Queiróz