Novembro Azul - Fique por dentro dessa campanha


01/11/2018 10:45

O mês de Novembro agora ficou azul com o intuito de conscientizar os homens sobre a importância de se cuidarem. A campanha Novembro Azul tem o intuito de conscientizar sobre a importância de detectar o câncer de próstata precocemente, aumentando as chances de cura. Durante todo esse mês as redes de saúde tem o foco de informar a população sobre as principais doenças que acometem a população masculina, destacando as formas de detectá-las antecipadamente, ajudando a tirar o estigma dos exames que ajudam nas rotinas do check-up médico.

O câncer de próstata

No Brasil, o câncer de próstata é o 2º mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma), segundo o Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). O câncer de próstata é o resultado de uma multiplicação desordenada das células da próstata. Quando há presença de câncer, a glândula endurece, mas no começo não há sintomas. Eles só costumam aparecer no estágio avançado, por isso é fundamental que se faça exames preventivos anualmente a partir dos 50 anos de idade (ou 45, se houver casos de câncer na família).

Exames

O diagnóstico só é possível por meio de dois exames: o antígeno prostático específico (PSA), que permite rastrear e definir a sequência ideal de tratamento nos pacientes com neoplasia de próstata avançada, e o exame de toque. O toque retal, um exame rápido, dura segundos, é praticamente indolor e deve também ser realizado, já que o PSA não é eficaz sozinho. Cerca de 20% dos casos diagnosticados ao toque retal podem cursar com PSA normal ao diagnóstico. Os dois exames juntos (toque e PSA) conseguem diagnosticar 80% dos casos de neoplasia de próstata.

Sintomas

Existem alguns sintomas que alertam ainda mais para a necessidade da procura de um médico especialista:

- Sensação de que a bexiga não esvaziou totalmente e a vontade de urinar persiste;

- Dificuldade de iniciar a passagem da urina e de interromper o ato de urinar;

- Urinar em gotas ou jatos sucessivos;

- Necessidade de manter força para manter o jato da urina;

- Necessidade urgente de urinar imediatamente;

- Dor na parte das costas ou da pélvis;

- Sangue na urina ou no esperma (casos muito raros);

- Dificuldade em ter ou manter a ereção;

- Dor durante a passagem da urina, quando ejacula, nos testículos, na lombar, na bacia ou nos joelhos;

- Sangramento pela uretra.

- Na fase muito avançada, também pode haver dor óssea, sintomas urinários, infecção generalizada e insuficiência renal.