Publicado em 05/04/2022

Intolerância a lactose: O que você precisa saber?

Intolerância a lactose: O que você precisa saber??w=1020

Pesquisas do Instituto Datafolha apontam que cerca de 53 milhões de brasileiros apresentam algum sintoma relacionado a intolerância à lactose. Esse número parece ser ainda maior quando levado em consideração a quantidade de pessoas que apresentam sintomas após a ingestão de produtos lácteos ou que não procuram orientação médica.

 

O que é intolerância à lactose?

Segundo a professora da FCMPB AFYA, Linda Susan, a intolerância à lactose é “uma inabilidade para digerir completamente a lactose, o açúcar predominante do leite”. Nesse processo, existe a insuficiência de uma enzima intestinal que possui o papel de decompor o açúcar do leite transformando em carboidratos, estimulando sua absorção.

 
Quais os principais sintomas?

Os sintomas do intolerante à lactose variam de pessoa para pessoa e vai de acordo com o alimento ingerido, se há muita ou pouca lactose. Os principais sintomas de quem possui a deficiência da enzima são: desconfortos abdominais, enjoos, gases, diarreias e em alguns casos náuseas e dores de cabeça.

 

Como é feito o exame utilizado para diagnosticar a intolerância?

O diagnóstico pode ser feito através de três diferentes métodos, iniciando pelo mais comum que é o teste de sangue, que é realizado com a ingestão de uma dada quantidade de lactose e após um tempo é medido a dosagem de glicose no sangue do paciente. E os outros dois são testes do hidrogênio respiratório, onde é avaliado o hidrogênio  do paciente após ter ingerido altas doses de lactose. E a Dosagem da acidez das fezes, sendo este positivo quando há um aumento significante da acidez das fezes após a ingestão de lactose.

 

Existe a possibilidade de melhora definitiva no decorrer do tempo com a eliminação dos alimentos que contém lactose?

A retirada de alimentos com lactose para o intolerante trará alívio dos sintomas, porém não irá levá-lo a cura total, tendo em vista que poderá desenvolver os sintomas novamente quando voltar a ingerir alimentos com lactose como: leite e seus derivados. Susan explica que “a deficiência de lactase conduz à má-digestão da lactose e à consequente intolerância. A lactose não digerida, conforme passa pelo cólon, é fermentada por bactérias colônicas, havendo produção de ácidos orgânicos de cadeia curta e gases”. Finaliza.