Publicado em 10/11/2021

Mapas mentais – Um recurso que pode te ajudar nos estudos

Mapas mentais – Um recurso que pode te ajudar nos estudos?w=1020

Organizar as informações e os conteúdos na hora de estudar é muito importante. Para isso, existem várias ferramentas que podem contribuir para o gerenciamento dessas informações. Uma delas é o mapa mental. Para falar sobre assunto, nós conversamos com a pedagoga Thayane Albuquerque. Ela atua no NAPED da FCMPB/AFYA.

Departamento de Comunicação: De modo geral, o que é um mapa mental?

Thayane Albuquerque: Para conceituar mapa mental, precisamos resgatar o conceito básico de mapa. Um mapa é um instrumento utilizado para mostrar caminhos, é um norteador, funciona como uma bússola que indica o caminho para onde se quer chegar. O mapa mental, por sua vez, preserva o conceito básico de indicar caminhos, bem como, traz a proposta de associação de palavras de um determinado tema central às suas ramificações, utilizando palavras, ideias e elementos, formando assim um fluxo (caminhos) de ideias.

Quais as principais características de um mapa mental?

Thayane Albuquerque: Ele é ideal para quem gosta de estudar sozinho, os mapas mentais são construídos (em folha de papel, computador ou smartphone, etc) de forma não linear partindo de um tema central onde são traçados/conectados subtópicos, ideias ou palavras secundárias, porém correlatas, referente ao tema a ser estudado. Essas palavras são dispostas de forma a irradiar ou ramificar da palavra-tema central. Assim como um mapa comum, as conexões e ramificações das palavras dispostas no mapa mental, permitem uma visão ampla do contexto do tema principal.

Quais os benefícios de um mapa mental para o aprendizado? Ele é uma boa opção para quem estuda?

Thayane Albuquerque: O mapa mental é uma excelente ferramenta de estudo, indicada para todas as áreas, tendo em vista que estimula a memória, favorece a ressignificação da aprendizagem, desenvolve uma interpretação mais eficaz, e proporciona melhor visualização e até revisão de pontos importantes do assunto estudado. É uma boa opção pra quem estuda, pelo seu caráter de organização de conteúdos vastos e associação de temas, facilitando o entendimento.

Além dos estudos, os mapas mentais também podem contribuir para a organização de rotinas do nosso dia a dia?

Thayane Albuquerque: Sim. Por sua característica organizacional, o mapa mental pode auxiliar com o mesmo intuito que é usado por estudantes, favorecer uma visão geral e destacar pontos importantes, seja da rotina diária, reuniões, projetos pessoais e profissionais, planejamento, dentre outros exemplos.

Deixe dicas de como construir um mapa mental. 

Thayane Albuquerque: Há uma diversidade de ferramentas digitais e gratuitas que auxiliam na construção de mapas mentais como os Apps Miro, Mindmeister, Mindnote e Coggle. Mas pra quem gosta de colocar a mão na massa, os mapas mentais também podem ser desenvolvidos manualmente (lápis e papel). O estudante pode usar a criatividade e utilizar cores, imagens, formas geométricas, setas, tudo que venha a despertar a atenção e auxiliar a visualização e associação do conteúdo a ser compreendido.