às 15:41:00

FCMPB recebe visita de Escola particular de JP

A visita da Escola Maple Bear João Pessoa à Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba aconteceu na terça-feira, 10 de maio. Na oportunidade os alunos puderam conhecer o laboratório de Anatomia da Instituição e juntamente com um professor da FCMPB, aprender na prática aquilo que havia sido ensino na teoria durante as aulas de ciências.

 

Ensino - aprendizagem

O coordenador de laboratórios da IES, Flávio Evangelista, comentou sobre essa visita da turma do 8º ano e a oportunidade de possibilitar a vivencia da rotina do profissional de saúde para os alunos. “ A FCMPB tem um espírito muito acolhedor, trabalhamos com saúde, com profissionais da área, então levar o conhecimento, a vivência da rotina do médico, mostrar a eles os laboratórios e como são explorados, quais as ciências, ou seja possibilitar esse contato com as escolas principalmente para esses alunos que estão prestes a entrar no ensino médio é algo muito bom”. Afirmou.

 

Da teoria à prática

O responsável por ministrar a aula para os alunos foi o professor de anatomia da FCMPB Afya, Alysson Cleiton, que conversou com a turma sobre a temática. “ A aproximação com  as peças anatômicas, com os conceitos,  fazem com  que eles tenham uma maior visão do ensino dentro da faixa etária, consequentemente esse processo de fazer com que eles se aproximem do conhecimento anatômico vai potencializar até na tomada de decisão quando forem escolher a profissão, então quando a gente tem noção das estruturas potencializamos o processo de ensino- aprendizagem e ai consequentemente vai tornar eles estudantes mais solidificados, mais voltados para o processo de formação profissional mesmo”. Comentou.

 

Incentivo profissional

O professor de ciências da Maple Bear, Rafael Costa falou sobre a expectativa dos alunos para essa vinda a IES, visto que alguns já manifestam o desejo de seguir carreira na área da saúde. “Quando estávamos estudando esses assuntos na sala de aula, de forma mais teórica vários deles já expressaram essa vontade de trabalhar em algo mais relacionado a área da saúde e acredito que após passar por essa experiência, onde eles vão ter meio que um gostinho do que seria o ensino dentro do curso de medicina eu acho que a tendência é que esse interesse seja despertado ainda mais porque aí eles vão poder ver o que eles verão no futuro”. Destacou.


Fonte: